13 de outubro de 2007

Carta do Dia da Criança Inteligente

Welton Oda*

Brasil, 12 de outubro de 2007.
Filho,
Este será o primeiro ano em que não compraremos presentes para você no Dia das Crianças. Resolvemos te escrever esta carta para que você entenda nossas razões. Não vamos alegar que estamos sem dinheiro, que não deu tempo pra passar no shopping ou usar qualquer outra desculpa. Vamos ter contigo a consideração que os amigos têm uns pelos outros e te contar a verdade.
Um dia, ao ler o livro de um amigo nosso, o Rubem Alves (que é, pra nós, como um daqueles seus amigos de livros, tipo o Menino Maluquinho, que você nunca viu pessoalmente), fomos despertados por uma frase sua: "Cuidado com os brinquedos comprados prontos, eles podem emburrecer".
(Pausa para meditação)
Ah! Sim, filho. Talvez tenhamos que te dizer o que é meditação. Meditar é pensar, refletir.
Já refletiu? Então vamos lá! Pois é, aí nos lembramos daqueles teus dois coleguinhas que você diz que não sabem brincar com ninguém e vivem brigando com todo o mundo. Já reparou que eles sempre trazem um brinquedinho novo pra escola? Devem ter uma tonelada de brinquedos em casa, né?
Pensamos: será que o velho Rubem tem razão? Claro que não é só isso. Já reparou como eles ficam vidrados na frente de uma televisão? Nem piscam, né? Se for Xou da Bruxa então... Talvez você nos perguntasse se é por isso que eles ficaram burros?? Então te diríamos: Sei lá! Que é que tu achas? Mas..., vamos continuar, queremos ainda te dizer mais uma coisa.
É o seguinte: não vamos ficar com papo-mole, com o papinho romantiquinho de "preserve a natureza" da tiazinha da escolinha, porque sabemos que tem umas coisas que tu sacas muito bem, mas... Já tem muito plástico no planeta, já percebeste? Entupindo bueiros, "encapando" o leito dos rios, contribuindo pra piorar as enchentes. Tem até umas campanhas pra convencer as pessoas a usarem menos sacolas plásticas. Passou até nestas grandes redes de TV. Pois é, pra ti ver, se até eles transmitiram, é porque o negócio tá brabo mesmo, né?
É, mermão! Sabemos que você vai ser nosso companheiro nesta luta, como sempre esteve conosco em tantas outras, sabemos que vai apoiar sempre quem está preocupado em viver num ambiente mais agradável, mais sadio. Então, vamos consumir menos plástico, dar menos dinheiro a estes capitalistas selvagens, ser menos "iguais aos outros". Vamos nos dar de presente uns aos outros e andar de bicicleta, jogar bola, chamar seus amigos, bagunçar a casa toda, pintar garatujas no muro, apertar a campainha do vizinho e sair correndo, nadar no igarapé, andar de barco, plantar bananeira, comer carambola, ir ao cinema.
Vamos viver intensamente o Dia da Criança Inteligente!
* Com afeto, seus pais,Mônica Colares e Welton Oda


* Colaborador da Rádio Comunitária "A Voz das Comunidades", membro do Núcleo Comunitário Sophia e professor da Universidade Federal do Amazonas

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá! Se está aqui, leu e quer dizer algo...

13 de outubro de 2007

Carta do Dia da Criança Inteligente

Welton Oda*

Brasil, 12 de outubro de 2007.
Filho,
Este será o primeiro ano em que não compraremos presentes para você no Dia das Crianças. Resolvemos te escrever esta carta para que você entenda nossas razões. Não vamos alegar que estamos sem dinheiro, que não deu tempo pra passar no shopping ou usar qualquer outra desculpa. Vamos ter contigo a consideração que os amigos têm uns pelos outros e te contar a verdade.
Um dia, ao ler o livro de um amigo nosso, o Rubem Alves (que é, pra nós, como um daqueles seus amigos de livros, tipo o Menino Maluquinho, que você nunca viu pessoalmente), fomos despertados por uma frase sua: "Cuidado com os brinquedos comprados prontos, eles podem emburrecer".
(Pausa para meditação)
Ah! Sim, filho. Talvez tenhamos que te dizer o que é meditação. Meditar é pensar, refletir.
Já refletiu? Então vamos lá! Pois é, aí nos lembramos daqueles teus dois coleguinhas que você diz que não sabem brincar com ninguém e vivem brigando com todo o mundo. Já reparou que eles sempre trazem um brinquedinho novo pra escola? Devem ter uma tonelada de brinquedos em casa, né?
Pensamos: será que o velho Rubem tem razão? Claro que não é só isso. Já reparou como eles ficam vidrados na frente de uma televisão? Nem piscam, né? Se for Xou da Bruxa então... Talvez você nos perguntasse se é por isso que eles ficaram burros?? Então te diríamos: Sei lá! Que é que tu achas? Mas..., vamos continuar, queremos ainda te dizer mais uma coisa.
É o seguinte: não vamos ficar com papo-mole, com o papinho romantiquinho de "preserve a natureza" da tiazinha da escolinha, porque sabemos que tem umas coisas que tu sacas muito bem, mas... Já tem muito plástico no planeta, já percebeste? Entupindo bueiros, "encapando" o leito dos rios, contribuindo pra piorar as enchentes. Tem até umas campanhas pra convencer as pessoas a usarem menos sacolas plásticas. Passou até nestas grandes redes de TV. Pois é, pra ti ver, se até eles transmitiram, é porque o negócio tá brabo mesmo, né?
É, mermão! Sabemos que você vai ser nosso companheiro nesta luta, como sempre esteve conosco em tantas outras, sabemos que vai apoiar sempre quem está preocupado em viver num ambiente mais agradável, mais sadio. Então, vamos consumir menos plástico, dar menos dinheiro a estes capitalistas selvagens, ser menos "iguais aos outros". Vamos nos dar de presente uns aos outros e andar de bicicleta, jogar bola, chamar seus amigos, bagunçar a casa toda, pintar garatujas no muro, apertar a campainha do vizinho e sair correndo, nadar no igarapé, andar de barco, plantar bananeira, comer carambola, ir ao cinema.
Vamos viver intensamente o Dia da Criança Inteligente!
* Com afeto, seus pais,Mônica Colares e Welton Oda


* Colaborador da Rádio Comunitária "A Voz das Comunidades", membro do Núcleo Comunitário Sophia e professor da Universidade Federal do Amazonas

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá! Se está aqui, leu e quer dizer algo...