30 de maio de 2009

Tempo e verdade

A verdade não tem tempo...
Não tem prazo.


É dona de tudo. Única.

A verdade é ela mesma, em si, só e acompanhada.

A verdade é invencível.
Um dia, se mostra, sobe ao palco e brilha!

Ela é dona da situação, fala no momento certo.
Irrita por sua fama.

A verdade é impetuosa, cheia de sabor, energia e com todas as vitaminas certas.

Ela, por ser tão absoluta, não pede licença...


É vip, importante, total.
A verdade é convidada de honra, senta-se à mesa, come a vontade, com gosto.

Mesmo que você não queira, ela está aí, do lado, em cima, na frente em todas as direções.

A verdade vem, de qualquer forma, de jeito e desajeitada...
E por mais tempo que passe, ela virá igualmente, talvez com mais imponência.

E é tão verdade...

28 de maio de 2009

Por opção e cansaço

Confesso que tenho dificuldade de escrever aqui sobre problemas sociais. Penso que posso cansar meus amigos blogueiros, do tipo encher o saco! Afinal, os jornais estão cheios de notícias dos acontecimentos diários...

No meu dia a dia falo muito sobre vários assuntos, penso e reflito sobre os mais variados problemas, sociais, culturais, sexuais, etc...
Preocupada eu? Não, apenas consciente do meu lugar neste mundo de meu Deus!

Apenas estou numa fase assim, por mais que aconteçam terremotos e guerras em muitos lugares, percebi que na minha casa ocorre uma catástrofe por dia!
Umas mais bobas outras mais sérias...

Por muito tempo eu tentei ampliar meu ver para problemas mais mundiais, mas chega uma hora que vejo que as coisas não mudam simplesmente se eu for numa manifestação. As grandes mudanças devem ser de dentro pra fora, verdadeiras.

Eu sei bem o que é "lutar por um mundo mais justo, digno e solidário" e ver minha família com olhares tristes, sem esperança alguma na vida, com a mentalidade fechada para esse mundo em movimento, mudança e cheio de problemas sociais, culturais, sexuais...

Já fui do tipo "guerrilheira", líder de turma quando estudava, coordenadora do grupo de jovens da paróquia, filiada a partido político e tudo...
Mudei muitas coisas, transformei muitas mentes desiludidas... Mas, minha família continua achando que crianças com down são pessoas com defeito!

Diante de tudo isso, decidi mudar "meu mundo", ajudar os que realmente precisam de ajuda.
Sei que não é uma tarefa fácil, pois é mais fácil ter opinião sobre tudo e todos de fora de nosso círculo de relacionamentos não é mesmo?

E além de tudo isso, ando cansada de discursos, promessas e falta de atitude!

Gosto muito de parafrasear Ralph Emerson: O que você é fala tão alto que eu não escuto o que você diz.

Sempre é hora da gente rever conceitos, pensar na vida e perceber que existe muito mais elementos entre certo e errado, isto e aquilo, bom ou ruim... Basta querer ver!

26 de maio de 2009

Tudo de bom



Ninguém ama porque a pessoa veste-se bem, bebe ótimos vinhos e ouve João Bosco.
Isso são apenas referências.
Ama-se pelo mistério, pela alegria, pela paz e inquietude que o outro proporciona.
Ama-se pela aventura, pela paixão, pela fragilidade e delicadeza que este amar nos faz sentir.
Ama-se simplesmente porque não sabemos nada antes, porque não conseguimos decifrar sentimentos, sensações...
Tudo tem aos montes, mas o seu amor, este é único.

Ame!

25 de maio de 2009

Preconceito...

uma ignorância da natureza humana!
Ele "mina" tudo, explode expectativas, destrói iniciativas, mata a esperança...

A idéia básica pra mim do preconceito é que achamos que o diferente é contrário, e isso geralmente é apenas um pré juízo que fazemos das pessoas, lugares, coisas, etc.

Para exercitarmos nossos pré conceitos, pense, o que há atrás desta porta...

23 de maio de 2009

Que lado você prefere?


Todo mundo tem seu lado A e lado B.
Tá, tudo bem, fique calma, não estou chamando as pessoas de falsas ou dissimuladas!
Falo do lado que temos que ser todos os dias, aquele que a gente mostra melhor no dia a dia, sabe? o Lado A, impecável, disciplinado, harmonioso!
No trabalho, a gente tem vontade de dizer tudo que pensa, que gostaria que mudasse, mas a gente não diz...Na família, na escola, no grupo de amigos, etc...
Na vida, temos sempre que tocar uma música agradável na frente das pessoas, mesmo querendo silêncio ou um choro sem trégua, mas não dá...
Quantas vezes queremos desabar e não dá!
O nosso lado B, aquele que sentimos mesmo, que compomos com melodias às vezes não muito alegres, fica sufocado. Já fui muito assim e conheço muita gente assim!
Fiz muitos exercícios mentais, filosóficos e sentimentais para não reprimir meu lado B. Ele é a minha melhor canção, pois é aquela que fala do que desejo mesmo, do que sinto de verdade pelas pessoas e coisas, so eu sem edição, sem cortes, sem efeitos especiais!
Claro, muitas vezes, essa melodia não agrada a todos, cada um tem sua preferência musical não é mesmo?
Mas mesmo assim eu vou continuar a tocar, qualquer seja o estilo de música, quando acaba o lado A eu "viro a fita", continuo o baile.
E você, gosta de qual lado de sua vida, o A ou o B? Mostra os dois?
Bom findi!

21 de maio de 2009

Coisas para a eternidade - final

Seja bom, se puder dê o primeiro passo!
Se puder ajudar, ajude. Faça o que estiver ao seu alcance...
Deus não vem pessoalmente dizer ou fazer algo, ele coloca pessoas e situações para nos mostrar um caminho, um objetivo ou momentos para cumprirmos nossa missão.
A eternidade está em nossas mãos, todos podemos ser muito para alguém.
Viva de maneira que quando você se for, o seu melhor, fique naqueles que tiveram a alegria de conviver com você!

19 de maio de 2009

Coisas para eternidade - 2ª parte

Quando não conseguimos esquecer alguém ou algo que nos feriu, ficamos reavivando e fazendo sangrar uma ferida.

Tudo torna-se mais difícil, esquecemos que as pessoas, algumas, não nos ferem voluntariamente.

Nos sentimos feridos, em muitos casos, e a pessoa nem percebe que nos fez mal.

Aliás, muitas vezes nos decepcionamos com algumas pessoas, achamos que muitas coisas não correspondem as nossas expectativas! Mas não nos perguntamos se a pessoa estava ciente que expectativas eram essas e se nós decepcionamos as expectativas de alguém!

Claro, sempre é mais fácil achar que as coisas nos atingem, talvez, na maioria das experiências nem acreditamos quando alguém diz que nos magoou sem intenção.

Relações são sempre difíceis, muitas parecem que nunca vão dar certo, mas precisamos perceber quando vale a pena doar-se por inteiro...

Sabe, quando a gente se for, as únicas coisas que vão ficar são as lembanças do que fizemos aqui!

18 de maio de 2009

Coisas para a eternidade - 1ª parte

O que tenho não me pertence, embora faça parte de mim.

Ninguém cruza nosso caminho por acaso e nós não entramos na vida de alguém sem nenhuma razão.

Há muito que dar e receber; há muito que aprender com boas ou más experiências.

Não se lamente demais pelas coisas negativas, além de não servir para nada, isso vai te vendar os olhos para continuar o caminho.

16 de maio de 2009

Às vezes...


a vida fica meio sem saída...
Parece que cada caminho escolhido não levará a lugar algum!
Mas, obviamente, fases assim acontecem.
Talvez algum significado tenha.
Quem sabe um aquário novo?

14 de maio de 2009

Vida...

cheia de boas recordações e momentos bons...
Cheiros e novidades. Amigos antigos e novos.


Esperanças que se foram e outras brotando...
Coisas que se vão e outras que vem.
Cores novas e outras desbotadas!

Recordações, vida presente!
Boas ou nem lembradas, esquecidas e ressurgidas...

Recordações, feitas para fazer com que nosso coração bata mais descompassado, para que nossa respiração nos mostre a intensidade do viver!

13 de maio de 2009

De volta!!!!!!!!


A gente pode morar numa casa mais ou menos,numa rua mais ou menos, numa cidade mais ou menos e até ter um governo mais ou menos.

A gente pode dormir numa cama mais ou menos, comer um feijão mais ou menos, ter um transporte mais ou menos e até ser obrigado a acreditar mais ou menos no futuro.
A gente pode olhar em volta e sentir que tudo está mais ou menos.
Tudo bem.

O que a gente não pode mesmo, nunca, de jeito nenhum é amar mais ou menos, é sonhar mais ou menos, é ser amigo mais ou menos, é namorar mais ou menos, é ter fé mais ou menos e acreditar mais ou menos...

Senão a gente corre o risco de se tornar uma pessoa mais ou menos!




Gente querida, depois de uma breve pausa...
Retorno agraciando os blogs:



com o SELO DELÍCIA e pedindo que cada um conte uma "loucura" que já fez por amor! Ok?

Espero que aceitem o desafio e o repassem para mais 3 blogs!


Beijos, obrigada por todos os comentários!

30 de maio de 2009

Tempo e verdade

A verdade não tem tempo...
Não tem prazo.


É dona de tudo. Única.

A verdade é ela mesma, em si, só e acompanhada.

A verdade é invencível.
Um dia, se mostra, sobe ao palco e brilha!

Ela é dona da situação, fala no momento certo.
Irrita por sua fama.

A verdade é impetuosa, cheia de sabor, energia e com todas as vitaminas certas.

Ela, por ser tão absoluta, não pede licença...


É vip, importante, total.
A verdade é convidada de honra, senta-se à mesa, come a vontade, com gosto.

Mesmo que você não queira, ela está aí, do lado, em cima, na frente em todas as direções.

A verdade vem, de qualquer forma, de jeito e desajeitada...
E por mais tempo que passe, ela virá igualmente, talvez com mais imponência.

E é tão verdade...

28 de maio de 2009

Por opção e cansaço

Confesso que tenho dificuldade de escrever aqui sobre problemas sociais. Penso que posso cansar meus amigos blogueiros, do tipo encher o saco! Afinal, os jornais estão cheios de notícias dos acontecimentos diários...

No meu dia a dia falo muito sobre vários assuntos, penso e reflito sobre os mais variados problemas, sociais, culturais, sexuais, etc...
Preocupada eu? Não, apenas consciente do meu lugar neste mundo de meu Deus!

Apenas estou numa fase assim, por mais que aconteçam terremotos e guerras em muitos lugares, percebi que na minha casa ocorre uma catástrofe por dia!
Umas mais bobas outras mais sérias...

Por muito tempo eu tentei ampliar meu ver para problemas mais mundiais, mas chega uma hora que vejo que as coisas não mudam simplesmente se eu for numa manifestação. As grandes mudanças devem ser de dentro pra fora, verdadeiras.

Eu sei bem o que é "lutar por um mundo mais justo, digno e solidário" e ver minha família com olhares tristes, sem esperança alguma na vida, com a mentalidade fechada para esse mundo em movimento, mudança e cheio de problemas sociais, culturais, sexuais...

Já fui do tipo "guerrilheira", líder de turma quando estudava, coordenadora do grupo de jovens da paróquia, filiada a partido político e tudo...
Mudei muitas coisas, transformei muitas mentes desiludidas... Mas, minha família continua achando que crianças com down são pessoas com defeito!

Diante de tudo isso, decidi mudar "meu mundo", ajudar os que realmente precisam de ajuda.
Sei que não é uma tarefa fácil, pois é mais fácil ter opinião sobre tudo e todos de fora de nosso círculo de relacionamentos não é mesmo?

E além de tudo isso, ando cansada de discursos, promessas e falta de atitude!

Gosto muito de parafrasear Ralph Emerson: O que você é fala tão alto que eu não escuto o que você diz.

Sempre é hora da gente rever conceitos, pensar na vida e perceber que existe muito mais elementos entre certo e errado, isto e aquilo, bom ou ruim... Basta querer ver!

26 de maio de 2009

Tudo de bom



Ninguém ama porque a pessoa veste-se bem, bebe ótimos vinhos e ouve João Bosco.
Isso são apenas referências.
Ama-se pelo mistério, pela alegria, pela paz e inquietude que o outro proporciona.
Ama-se pela aventura, pela paixão, pela fragilidade e delicadeza que este amar nos faz sentir.
Ama-se simplesmente porque não sabemos nada antes, porque não conseguimos decifrar sentimentos, sensações...
Tudo tem aos montes, mas o seu amor, este é único.

Ame!

25 de maio de 2009

Preconceito...

uma ignorância da natureza humana!
Ele "mina" tudo, explode expectativas, destrói iniciativas, mata a esperança...

A idéia básica pra mim do preconceito é que achamos que o diferente é contrário, e isso geralmente é apenas um pré juízo que fazemos das pessoas, lugares, coisas, etc.

Para exercitarmos nossos pré conceitos, pense, o que há atrás desta porta...

23 de maio de 2009

Que lado você prefere?


Todo mundo tem seu lado A e lado B.
Tá, tudo bem, fique calma, não estou chamando as pessoas de falsas ou dissimuladas!
Falo do lado que temos que ser todos os dias, aquele que a gente mostra melhor no dia a dia, sabe? o Lado A, impecável, disciplinado, harmonioso!
No trabalho, a gente tem vontade de dizer tudo que pensa, que gostaria que mudasse, mas a gente não diz...Na família, na escola, no grupo de amigos, etc...
Na vida, temos sempre que tocar uma música agradável na frente das pessoas, mesmo querendo silêncio ou um choro sem trégua, mas não dá...
Quantas vezes queremos desabar e não dá!
O nosso lado B, aquele que sentimos mesmo, que compomos com melodias às vezes não muito alegres, fica sufocado. Já fui muito assim e conheço muita gente assim!
Fiz muitos exercícios mentais, filosóficos e sentimentais para não reprimir meu lado B. Ele é a minha melhor canção, pois é aquela que fala do que desejo mesmo, do que sinto de verdade pelas pessoas e coisas, so eu sem edição, sem cortes, sem efeitos especiais!
Claro, muitas vezes, essa melodia não agrada a todos, cada um tem sua preferência musical não é mesmo?
Mas mesmo assim eu vou continuar a tocar, qualquer seja o estilo de música, quando acaba o lado A eu "viro a fita", continuo o baile.
E você, gosta de qual lado de sua vida, o A ou o B? Mostra os dois?
Bom findi!

22 de maio de 2009

21 de maio de 2009

Coisas para a eternidade - final

Seja bom, se puder dê o primeiro passo!
Se puder ajudar, ajude. Faça o que estiver ao seu alcance...
Deus não vem pessoalmente dizer ou fazer algo, ele coloca pessoas e situações para nos mostrar um caminho, um objetivo ou momentos para cumprirmos nossa missão.
A eternidade está em nossas mãos, todos podemos ser muito para alguém.
Viva de maneira que quando você se for, o seu melhor, fique naqueles que tiveram a alegria de conviver com você!

19 de maio de 2009

Coisas para eternidade - 2ª parte

Quando não conseguimos esquecer alguém ou algo que nos feriu, ficamos reavivando e fazendo sangrar uma ferida.

Tudo torna-se mais difícil, esquecemos que as pessoas, algumas, não nos ferem voluntariamente.

Nos sentimos feridos, em muitos casos, e a pessoa nem percebe que nos fez mal.

Aliás, muitas vezes nos decepcionamos com algumas pessoas, achamos que muitas coisas não correspondem as nossas expectativas! Mas não nos perguntamos se a pessoa estava ciente que expectativas eram essas e se nós decepcionamos as expectativas de alguém!

Claro, sempre é mais fácil achar que as coisas nos atingem, talvez, na maioria das experiências nem acreditamos quando alguém diz que nos magoou sem intenção.

Relações são sempre difíceis, muitas parecem que nunca vão dar certo, mas precisamos perceber quando vale a pena doar-se por inteiro...

Sabe, quando a gente se for, as únicas coisas que vão ficar são as lembanças do que fizemos aqui!

18 de maio de 2009

Coisas para a eternidade - 1ª parte

O que tenho não me pertence, embora faça parte de mim.

Ninguém cruza nosso caminho por acaso e nós não entramos na vida de alguém sem nenhuma razão.

Há muito que dar e receber; há muito que aprender com boas ou más experiências.

Não se lamente demais pelas coisas negativas, além de não servir para nada, isso vai te vendar os olhos para continuar o caminho.

16 de maio de 2009

Às vezes...


a vida fica meio sem saída...
Parece que cada caminho escolhido não levará a lugar algum!
Mas, obviamente, fases assim acontecem.
Talvez algum significado tenha.
Quem sabe um aquário novo?

14 de maio de 2009

Vida...

cheia de boas recordações e momentos bons...
Cheiros e novidades. Amigos antigos e novos.


Esperanças que se foram e outras brotando...
Coisas que se vão e outras que vem.
Cores novas e outras desbotadas!

Recordações, vida presente!
Boas ou nem lembradas, esquecidas e ressurgidas...

Recordações, feitas para fazer com que nosso coração bata mais descompassado, para que nossa respiração nos mostre a intensidade do viver!

13 de maio de 2009

De volta!!!!!!!!


A gente pode morar numa casa mais ou menos,numa rua mais ou menos, numa cidade mais ou menos e até ter um governo mais ou menos.

A gente pode dormir numa cama mais ou menos, comer um feijão mais ou menos, ter um transporte mais ou menos e até ser obrigado a acreditar mais ou menos no futuro.
A gente pode olhar em volta e sentir que tudo está mais ou menos.
Tudo bem.

O que a gente não pode mesmo, nunca, de jeito nenhum é amar mais ou menos, é sonhar mais ou menos, é ser amigo mais ou menos, é namorar mais ou menos, é ter fé mais ou menos e acreditar mais ou menos...

Senão a gente corre o risco de se tornar uma pessoa mais ou menos!




Gente querida, depois de uma breve pausa...
Retorno agraciando os blogs:



com o SELO DELÍCIA e pedindo que cada um conte uma "loucura" que já fez por amor! Ok?

Espero que aceitem o desafio e o repassem para mais 3 blogs!


Beijos, obrigada por todos os comentários!