7 de julho de 2008

Impossível você

É tanta ânsia, amor!
Eu fico esperando a tua volta
Se demoras
Chego a pensar que tu não vens.
A saudade
Do vivido e apaixonado ontem
Pesa por demais
Machuca o coração!
Às vezes, quando a tarde chega
O ar seu vai de meu peito
Eu busco a brisa no jardim
Ela se esconde
Eu chamo o vento, que não responde!
Na verdade
É a ti que eu procuro
E de ti que eu necessito.
Não sei como fazer Pra guardar a brisa
Reservar o ar da manhã
Ficar em sintonia permanente Com você.
Nada pode ficar bem
Quando nos falta um bem!
O amor é como mar imenso
Revolto, azul...
É preciso atravessar a areia
Ultrapassar as ondas
Romper a espuma
Para atingir o núcleo central
O profundo e tranqüilo das águas
Do mistério. Eu vou lutando, amor!
O sonho de um mundo livre
Não me deixa sossegar
A causa do oprimido
É desafiante e atraente para mim.
A paz é uma bandeira
Que levo pelas noites...
O impossível me fascina!
VOCÊ!

[Zé Vicente]


Um comentário:

  1. Excelente blog. Sério. Difícil encontrar um blog de conteúdo hoje em dia. Mas virarei assíduo aqui no teu, ok? Sério. Aliás, dá uma conferida no nosso. Acho que pode rolar uma interação bem legal entre nossos blogs: www.oequilibradordepratos.blogspot.com

    - O Equilibrador de Pratos -
    O que os homens pensam?

    Relacionamentos. Teorias. Discussões. Comentários. Mulheres. Sexo. E pratos equilibrados em varinhas. Bem-vindo à vida real.

    3 amigos (B. Sacamano, Hannibal e Jurandir, pseudônimos, claro) que resolveram fazer um blog tratando de assuntos que abordam o "Universo Homem + Mulher = Relacionamentos". Retrata todos assuntos citados acima, com textos bem escritos, humorados, ácidos, sarcásticos, irônicos e, sinceros ao extremo. Vale dar uma conferida. E que atire a primeira pedra quem não se identificar com algo. E por que o nome "O Equilibrador de Pratos"? Entre no blog e descubra. Será um "soco no rim". No bom sentido, é claro.

    ResponderExcluir

Olá! Se está aqui, leu e quer dizer algo...

7 de julho de 2008

Impossível você

É tanta ânsia, amor!
Eu fico esperando a tua volta
Se demoras
Chego a pensar que tu não vens.
A saudade
Do vivido e apaixonado ontem
Pesa por demais
Machuca o coração!
Às vezes, quando a tarde chega
O ar seu vai de meu peito
Eu busco a brisa no jardim
Ela se esconde
Eu chamo o vento, que não responde!
Na verdade
É a ti que eu procuro
E de ti que eu necessito.
Não sei como fazer Pra guardar a brisa
Reservar o ar da manhã
Ficar em sintonia permanente Com você.
Nada pode ficar bem
Quando nos falta um bem!
O amor é como mar imenso
Revolto, azul...
É preciso atravessar a areia
Ultrapassar as ondas
Romper a espuma
Para atingir o núcleo central
O profundo e tranqüilo das águas
Do mistério. Eu vou lutando, amor!
O sonho de um mundo livre
Não me deixa sossegar
A causa do oprimido
É desafiante e atraente para mim.
A paz é uma bandeira
Que levo pelas noites...
O impossível me fascina!
VOCÊ!

[Zé Vicente]


Um comentário:

  1. Excelente blog. Sério. Difícil encontrar um blog de conteúdo hoje em dia. Mas virarei assíduo aqui no teu, ok? Sério. Aliás, dá uma conferida no nosso. Acho que pode rolar uma interação bem legal entre nossos blogs: www.oequilibradordepratos.blogspot.com

    - O Equilibrador de Pratos -
    O que os homens pensam?

    Relacionamentos. Teorias. Discussões. Comentários. Mulheres. Sexo. E pratos equilibrados em varinhas. Bem-vindo à vida real.

    3 amigos (B. Sacamano, Hannibal e Jurandir, pseudônimos, claro) que resolveram fazer um blog tratando de assuntos que abordam o "Universo Homem + Mulher = Relacionamentos". Retrata todos assuntos citados acima, com textos bem escritos, humorados, ácidos, sarcásticos, irônicos e, sinceros ao extremo. Vale dar uma conferida. E que atire a primeira pedra quem não se identificar com algo. E por que o nome "O Equilibrador de Pratos"? Entre no blog e descubra. Será um "soco no rim". No bom sentido, é claro.

    ResponderExcluir

Olá! Se está aqui, leu e quer dizer algo...